quarta-feira, 1 de julho de 2009

Padrões válidos para todas as revistas da Trip Editora

Uso de aspas, colchetes e parênteses

Aspas

Abrangem somente parte do período: fora (ex.: (...) e falamos: “Temos um programa”. ou (...) e perguntamos: “Temos um programa?”.).

Abrangem todo o período: dentro (ex.: “Temos um programa.” ou “Temos um programa?”).
O trecho transcrito abrange mais de um parágrafo: aspas só no começo e no fim do trecho transcrito.

Quando for interrompido pelo autor do texto: dentro (ex.: “Temos um programa”, disse ela, “que não tem audiência.”).

Aspas simples: usar apenas dentro de aspas (ex.: “Não adianta chegar e falar: 'Temos um programa'. É preciso ter audiência.”).

Em trechos depois de dois pontos o ponto final fica fora das aspas. Ex.: Disse ela: “Temos um programa que não tem audiência”.

Colchetes
São usados para intercalar observações em textos alheios apenas. Os colchetes e o conteúdo ficam em itálico*.

Parênteses
Usam-se para intercalar uma palavra, expressão ou oração acessória em um texto, representando, geralmente, uma explicação, um comentário, uma reflexão ou uma observação; para isolar uma palavra ou expressão que se queira destacar; e para levar referências ao leitor.

Uso do etc.
Não se usa vírgula antes do etc. e sempre se usa com ponto final.

Abreviaturas
Expressões de tratamento e reverência: por extenso.

Unidades de medida: por extenso**.

Horas e moedas: sempre h, R$ e US$. As demais moedas ficam por extenso.

Endereços: sempre abreviado em serviços (ex.: r., av., pça. etc.). No meio do texto fica por extenso.

Siglas
Formadas por até três letras: tudo em caixa-alta.

Formadas por quatro ou mais letras, quando pronunciáveis, só a primeira em caixa-alta. Quando não pronunciáveis, tudo em caixa-alta. Ex.: Unesp; IPTU.

Quando se coloca o significado da sigla entre parênteses: decisão da Redação.

Uso do ponto de separação entre as letras: não se usa.

Destaques (aspas, itálico e negrito)
Árias de ópera, nome de episódio de série de televisão ou desenho, canções, capítulos, quadros de programas de TV e rádio, tema da conferência, contos, seminários, teses e dissertações, exposições, poemas, série de fotos ou de quadros: entre aspas e caixa-alta, exceto em advérbios, conjunções e preposições**(exs.: “O Segundo Sol”, “Retrato Falado”, quadro do programa Fantástico) (título em português, em outros idiomas deixar as caixas sempre como vier).

Título de matéria: entre aspas e caixa-alta e baixa (ex.: “Meu escritório é na raia”).

Balé, livros, obras de artes plásticas, óperas, peças teatrais, periódicos, programas de TV, telas/quadros, CDs, LPs, DVDs, esculturas, espetáculos e shows, filmes (de longa, média e curta-metragem), fotografia: itálico e caixa-alta, exceto em advérbios, conjunções e preposições* (exs.: O Lago dos Cisnes, Fome de Tudo) (título em português, em outros idiomas deixar as caixas sempre como vier).

cadernos especiais e seções da revista, campeonato, conferência, festival, grafite normal e caixa-alta, exceto em advérbios, conjunções e preposições (exs.: Ilustrada, Páginas Vermelhas, Páginas Negras, Campeonato Brasileiro de Surf) (título em português, em outros idiomas deixar as caixas sempre como vier).

Palavras e expressões em língua estrangeira: não ficam em itálico, exceto nomes científicos. Ex.: o mainstream; o bas-fond; o Aedes aegypti; a Syagrus inajai.

Caixa-alta e caixa-baixa
CA / Cb / Cab

=> serra, baía, praia, floresta, vale, mata, chapada, morro, baixada, pico, oceano, lago, rio, recôncavo: sempre em Cb.

Ex.: região dos Lagos (nome) / baixada santista (adjetivo).


=> universidade, associação, fundação, centro, faculdade, rede, rádio, museu, escola, colégio: sempre em CA.

Ex.: Fundação Padre Anchieta, Museu da Aeronáutica.

Exceção: quando não fizer parte do nome, em Cb.

Ex.: colégio Móbile, mas Escola da Vila.


=> hospital, cinema, pousada, hotel, banco, teatro, bar, parque, shopping, igreja, basílica, cemitério, catedral: Cb.

Ex.: hospital Oswaldo Cruz, teatro Sérgio Cardoso.

Exceção: ficam em CA: Hospital das Clínicas, Teatro Municipal, Banco do Brasil, Catedral Metropolitana.


=> pontos turísticos (cartão-postal): Torre Eiffel, Torre de Pisa, Estátua da Liberdade, Arcos da Lapa, Pão de Açúcar, Cidade Maravilhosa, Cidade Luz.

=> União, Estado:
- governo federal, estadual, municipal em Cb.
- Palácio do Governo.
- Estado: em CA só como União.
- exército, marinha, aeronáutica: em Cb.
- legislativo, executivo, judiciário: em Cb.
- Ministério da Educação, mas ministro da Educação.
- monarquia, república e presidência em Cb; Câmara e Senado em CA.
- Justiça: em CA quando jurisdição.

=> logradouros em Cb: avenida, rua, praça, largo, parque, boulevard, travessa, viela, vila, bairro etc.


=> movimentos artísticos, escolas literárias etc.: bossa nova, modernismo, tropicália, cubismo, concretismo, manguebit, gótico.


=> signos: a 1ª em CA.


=> planetas e satélites: a 1ª em CA, mas “em geral” sol, lua, terra em Cb.


=> movimentos históricos em Cab.

Ex.: Revolução Praieira, Guerra dos Canudos, Guerra do Vietnã, Revolta da Vacina.

Exceção: evento não acabado: guerra do Iraque.


=> queda de...


=> Maio de 68.


=> ditadura militar.


=> Santo, São em Cab, mas padre, papa, bispo, dom.


=> doutor, senhor, senhora, dona, dom em Cb.


=> disciplinas e cargos em geral: em Cb.


Antropônimos
Flexão de nomes de família, carro ou moto: nunca flexionar (exs.: os Azevedo, os Andrade, as Harley, os Audi).

Grafia histórica (líderes religiosos não contemporâneos, monarcas, papas, santos, personagens bíblicos): atualizar grafia em português.

Grafia usada para personalidades brasileiras e portuguesas contemporâneas ainda vivas: manter grafia de acordo com a escolha do jornalista, mas verificar a padronização se aparecer mais de uma vez.

Nomes estrangeiros que têm correspondente em português: manter grafia de acordo com a escolha do jornalista, mas verificar a padronização se aparecer mais de uma vez.

Partículas que integram sobrenomes estrangeiros quando figura apenas o sobrenome: CA.

Partículas que integram sobrenomes estrangeiros quando o nome da pessoa vier completo: Cb.

Personagens da história antiga e da mitologia greco-romana: atualizar grafia em português.

Personagens de ficção literária em geral: manter grafia de acordo com a escolha do jornalista, mas verificar a padronização se aparecer mais de uma vez.

Personagens históricas e figuras da história ocidental atualizar grafia em português.

Topônimos
Grafia dos topônimos: manter grafia de acordo com a escolha do jornalista, mas verificar a padronização se aparecer mais de uma vez.

Quando aportuguesar o nome de países: se possível, sempre (seguir o Manual de Estilo da Folha).



*Ver exceções da revista Trip e do Núcleo 2.

**Ver exceções da revista Trip.




Glossário
(o) pickup
(o/a) piloto
3-D
after-hours
Ano-novo
Arcos da Lapa
artsy
ásanas
assemblage
astracã
baby-sitter
backstage
bas-fond
bate-pronto
beachwear
big rider
bijoux
bijuteria
bijuterias
bistrô
BlackBerry
blazer
blend
Blink Shot
blueberry
Bluetooth
blush
body
bolsa carteira
bomber jacket
bonefish
bossa nova
Botox
bouclé
boutique (Daslu, Cidade)
boyfriend
brise-soleil
bufê/buffet
butique
button-down
bye-bye
cabochan
cachepô
café da manhã
café gourmet
caftan
cake designer
calça capri
calça cargo
calça skinny
cara-pálida
cardigã
carveboard
casa-estúdio
cashmere
catálogo raisonée
CDs
chamois
champagne (Dufry World)
champanhe
chantilly
check-in
cheesy
chef
chemise
chic
chiffon
chope
cigarrete
clipe
closet
clotch
cockpit
cocktail dress
cognac (Dufry World)
conhaque
coringa
corselet
corset
Cosac Naify
cotelê
couro tacheado
crafty
cranberry
crepe
croco
cupcake
deck
dégradé
discman
DJ
D-Link
dockside
dog run
Dolby Mobile
drag queen
drink/drinque
drive in
drive-thru
dry martini
duffle coat
dúplex
durex
duvet cover
echarpe
ecochato
ecofabulous
ecofriendly
ecoturismo
ego trip
eletro rock
e-mail
escarpim
estonado
extralarge
fast-food
feedback
flats
fly fishing
follow up
free ticket
frente única
full HD
gamolã
garrafas PETs
Gb (gigabit – vale mil megabits)
GB (gigabyte – vale mil megabytes)
georgete
glam rock
globetrotter
gloss
godê
gola rulê
golfe
gorgorão
grafite
halfpipe
hambúrguer
hanbag
handmade
happy hour
hard rock
haute couture
Havaí
helanca
Hi-5
highlight
high-low
high-tech/hi-tech
hip hop
home page
hot rod
hotspot
iate (barco)
iê-iê-iê
ioga
iPhone
iPod
it bag
jacquard
Jacuzzi
jérsei
jet ski
Kbps
kikoy
kimono
kitesurf
know-how
laces
laise
lan house
laptop
lasanha
leave-in
legging
lézard
lifestyle
line-up
livro-referência
lobby
longboard
low profile
macramê
madrepérola
make up
make-up studio
mantô
marketing push
mata atlântica
matelassê
Mb
megapixel
meia arrastão
Messenger
milk-shake
minicheesebúrgueres
mocassim
modem (modens)
moletom
morto-vivo
mousseline
MSN
MSN Messenger
muffin
mussarela (Trip)
MySpace
N. R. (nota da redação)
naïf
navio-escola
neon
nobuck
nose clip
nylon
oba-oba
off-line
offline (Trip)
off-road
OK
on-line
online (Trip)
open bar
P&B
paetê
Paraty
parca
pashmina
pen drive
personal shoppers
pet shop
PhD
pied-de-coq
pied-de-poule
pinup
piquê
píton
pit stop
pizza-bar
playlist
plush
poliéster
polo
ponto smooth
ponto snock
pop star
pop-up
pôr do sol
portfolio
pranayamas
predefinido
Quadri-band
quiche
redingote
remake
resort
retrô
réveillon
riviera
robe (roupa)
rock star
rock’n’roll
room service
saia-lápis
sauvage chic
scanner
Scuppies (Socially Conscious Upwardly-Mobile Person)
self-service
serras gaúchas
shades
showbiz
skate shop
skinny
skyline
Skype
smartphone
Smile Shot
smoothie
snowboard
sound-system
sousplat/sousplats (plural)
spa
spencer
spiker
stand
stand-up comedy
strass
streetwear
stress
stretch
striptease
stylist
stylus (caneta)
suéter
super star
supersize
Supplex
surf
surfwear
sutache
swell
tailleur
t-commerce
teatro-monumento
telefones-câmera
test drive
tiara
tiara-elástico
tie-dye
tomara que caia
Touch Shot
touchscreen
tow-in
toy art
trading company
trailer-consultório
trainee
trekking
trench coat
trend setter
triathlon
tricô
tricô aran
tricoline
T-shirt
tweed
twin set
vale-curso
vestido ânfora
VIP
viva voz
vodca
vodka (Dufry World)
voil
VoIP
wakeboard
WAP 2.0
web page
whisky
widescreen
widgets
wi-fi
Wimax
windsurfista
wireless
workaholic
workshop
xampu
xantungue
yakisoba
yatch (tênis sem cadarço)
yuppie
zibeline

Observações:
CHAVE leva hífen quando aparece à direita do substantivo
CONCEITO deixar com hífen loja-conceito, como carro-conceito
FANTASMA sem hífen, como no Manual do Estado: cidade fantasma, trem fantasma, funcionários fantasmas
PILOTO deixar sem hífen, como no Manual do Estado: usina piloto, planos piloto
RELÂMPAGO usar sem hífen como no Manual do Estado: guerra
relâmpago, comícios relâmpagos (porém, ver acepção "comício-relâmpago"
no Houaiss)
SÍMBOLO colocar hífen como no Manual do Estado
SURPRESA não leva hífen como no Houaiss

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário